​​Previsão do preço da prata: será que o metal precioso está a subir?

04:03, 2 December 2021

Share this article

Have a confidential tip for our reporters?

​​Previsão do preço da prata

O preço da prata disparou no início de setembro, aproximando-se do nível mais alto num mês, mas não conseguiu suster os seus ganhos e voltou a descer rapidamente.

A prata foi negociada em alta relativamente aos 23,84 $ a 2 de setembro para os 24,80 $ a 6 de setembro, mas regressou ao nível dos 23,80 $ dez dias mais tarde.

O metal atingiu um máximo a oito anos em fevereiro de 2021, atingindo o nível dos 30 $ por onça pela primeira vez desde 2013, mas o bem de consumo tem tido dificuldade em encontrar o suporte desde então. O preço caiu a pique em junho e novamente em agosto, dado que a Reserva Federal (Fed) dos EUA indicou de que começaria a reduzir os seus estímulos monetários até ao final do ano. O preço da prata caiu cerca de 14,5% este ano, tendo perdido 6,3% só em agosto, para ser negociada por volta do nível dos 23 $ por onça aquando da escrita deste artigo, a 17 de setembro.

O que impediu o preço do metal de romper a resistência apesar da contínua incerteza económica que seria tipicamente de esperar que elevasse os preços do metal precioso? Quais são os principais impulsionadores do mercado e qual é a perspetiva para o resto do ano?

Preço atual da prata e principais impulsionadores

Tal como o ouro, o mercado da prata é amplamente visto como um investimento porto-seguro que age como um colateral do portefólio contra a incerteza ou a fraqueza económica. Ao deterem bens de consumo como metais preciosos, os investidores podem proteger o seu portefólio contra uma descida no valor das ações e dos títulos, algo que pode acontecer durante uma recessão. A prata é uma reserva de valor e tem sido utilizada para fazer moedas físicas ao longo da história.

O preço da prata caiu inicialmente em março de 2020 à medida que os investidores vendiam ativos e liquidavam posições para preencherem pedidos de cobertura. Mas o mercado recuperou rapidamente quando a procura por um porto-seguro na prata se disseminou após a incerteza que surgiu no início da pandemia da Covid-19. O metal mais do que duplicou de sensivelmente 12,10 $ em março para atingir os 29,77 $ em agosto de 2020, tendo depois descido para os 21,90 $ em novembro quando as primeiras vacinas foram anunciadas, incitando o otimismo sobre as perspetivas de uma recuperação económica dos confinamentos a nível mundial. No geral, a prata ganhou uma média de 47% em 2020 assente na procura por parte dos investidores, bem como por perturbações na oferta, dado que algumas minas de prata foram encerradas durante os confinamentos provocados pela Covid-19.

A prata voltou a subir novamente em fevereiro, à medida que os investidores individuais inundaram o mercado, esperando que o preço subisse em resposta à inflação crescente após os pacotes de estímulo económico emitidos para encorajara recuperação da pandemia. Mas as expetativas relativamente à recuperação global e as preocupações relativas ao resultado das restrições monetárias dos EUA e de outros bancos centrais limitaram os ganhos em 2021. A reunião do Comité de Mercado Federal Aberto (FOMC) dos EUA em junho pesou sobre os preços do metal preciso à medida que o banco central indicou uma posição mais agressiva do que o mercado esperava no potencial para aumentar as taxas de juro.

OS PRINCIPAIS IMPULSIONADORES PAR AO PREÇO DA PRATA INCLUEM

Isto faz com que investir na prata seja uma forma importante dos investidores gerirem o seu portefólio tendo em consideração os fatores macroeconómicos que afetam a performance da economia global.

Consumo físico

Ao contrário do ouro, que é predominantemente utilizado em joias e como um ativo de investimento, mais de metade da procura anual da prata advém de usos industriais. A prata é maleável, tornando-a ideal para trabalhar na joalharia, mas também é um bom condutor de eletricidade e, por conseguinte, é extensivamente utilizada em eletrónica.

USOS INDUSTRIAIS DA PRATA

A variedade de usos para a prata em toda uma diferente gama de aplicações industriais tem um efeito no preço da prata – quando a atividade de fabrico sobe, o preço aumenta devido à elevada procura, enquanto uma diminuição na atividade, tal como durante uma recessão, faz com que o preço desça.

Por esse motivo, os dados do índice de gestores de compra de fabrico (PMI) de todo o mundo são um medidor importante da procura da prata, dado que fornecem uma indicação da atividade industrial.

O PMI global compilado pelo JP Morgan e IHS Markit caiu para um mínimo a seis meses de 54,1 em agosto de 2021 em relação aos 55,4 em julho dado que o crescimento da produção perdeu momento em vários dos principais mercados (um número acima de 50 indica uma expansão na atividade de fabrico, enquanto um número abaixo desse valor indica uma contração). Por conseguinte, embora o PMI global tenha perdido terreno permanecendo acima dos 50 em agosto, o PMI registou uma recuperação de 14 meses.

PROCURA PELA PRATA; EM MILHÕES DE ONÇAS

Prevê-se que a transição para a energia limpa em todo o mundo impulsione a procura física por prata nos próximos anos – por exemplo, na produção de conexões elétricas em veículos elétricos. Os painéis solares representaram um valor estimado de cerca de 20% de procura industrial por prata este ano, segundo dados compilados pela Metals Focus para o Silver Institute. A procura do setor solar subiu 4% em 2020, mesmo embora a procura geral por prata tenha caída 10% para 896,1 milhões de onças, refletindo o impacto da pandemia no consumo industrial. A procura por prata industrial caiu 5% para 486,8 milhões de onças, um mínimo a cinco anos.

A implementação das redes de telecomunicação de quinta geração (5G) também está destinada a tornar-se uma fonte crescente de procura no futuro, dado que a prata é utilizada no equipamento de telecomunicação.

Produção da mineração

A prata é habitualmente minada como um subproduto do ouro, cobre, zinco e chumbo. A produção principalmente de prata representou apenas 27% da produção total em 2020, segundo o Silver Institute. Isto significa que a oferta nem sempre responde aos fundamentos do mercado porque a produção de prata pode cair mesmo se a procura aumentar. Isto ocorre se os preços dos metais que são de produção principal nas minas onde a prata é um subproduto recuar e vice-versa.

A produção da mineração de prata caiu 5,9% para 784,4 milhões de onças em 2020, o seu quarto ano seguido de descidas e a maior descida nos últimos dez anos. Isto deveu-se ao encerramento temporário das minas durante os confinamentos relacionados com a pandemia.

O México é o maior produtor de prata do mundo, representando praticamente 23% da oferta global. A produção foi suspensa no México em abril e maio de 2020, contribuindo para restringir a oferta global. A produção também caiu no Peru, a segunda maior fonte do mundo de prata minada, enquanto o Chile aumentou a produção com uma suspensão mais curta.

MAIORES PRODUTORES DE PRATA

A oferta de prata das minas de todo o mundo afeta o preço tal como noutros mercados de bens de consumo, com a oferta mais baixa a suportar preços mais altos e a oferta maior a pesar sobre o mercado. Após cair 6% no último ano, projeta-se que a oferta de mineração aumente 8% em 2021 para 848,5 milhões de onças, segundo dados do Silver Institute.

Procura do investimento

O estatuto da prata como um bem de consumo porto-seguro faz com que a procura por parte dos investidores seja um dos principais impulsionadores do preço. Isto viu-se em 2020, quando o preço da prata subiu apesar da diminuição na procura física que ultrapassou a redução da oferta das minas.

O investimento líquido em produtos negociados em bolsa (ETPs) na prata subiu 298% em 2020, para 331,1 milhões de onças, segundo o Silver Institute, e as participações globais subiram acima de mil milhões de onças pela primeira vez deste que o primeiro ETP foi lançado em 2006.

A procura por parte do investimento na prata é impulsionada por fatores como o valor do dólar americano, as taxas de juro e a inflação, bem como por desenvolvimentos geopolíticos, permitindo que os investidores assumam uma posição sobre a saúde da economia global e diversifiquem os seus portefólios.

As taxas de juro baixas e um dólar americano mais fraco tornam a prata mais atrativa, dado que este tem o seu valor enquanto ativo, enquanto um dólar mais forte e taxas de juro mais altas tornam a prata menos atrativa dado que os investidores não recebem juros sobre as suas participações. Alguns investidores optam por comprar prata ao invés de comprarem ouro dado que esta é mais acessível, particularmente se estiverem a comprar o metal físico.

Comentário dos analistas

AnalistaDataComentário
Heraeus Precious Metals6 de setembro de 2021“Os problemas com os semicondutores restringiram o crescimento da procura eletrónica por prata este ano. Pelo lado positivo, os volumes de vendas de smartphones continuaram a recuperar no 2ºT. de 2021. No entanto, a escassez de chips vivida pela indústria automóvel e alguns outros segmentos eletrónicos significa que embora seja esperada uma maior procura eletrónica de sensivelmente 315 milhões oz este ano, a recuperação ainda não forte quanto inicialmente previsto.”
StoneX13 de setembro de 2021“Tendo em consideração o ambiente, com o ouro essencialmente a negociar-se na horizontal, a prata está abaixo do desempenho esperado, com o rácio agora nos 75.6, acima dos 73.7 de há uma semana. Isto faz sentido dado que a prata, com uma escassez de orientação do ouro, está a olhar para a perspetiva industrial e para a incerteza impulsionada pelo vírus com um sentimento neutro e moderadamente bearish. Há uma quantia substancial de procura reprimida que aguarda nas asas da Índia em particular, mas o mercado ainda está muito cuidadoso. A escassez da capacidade de remessa também está a manter a prata no limite, dado que alguns envios têm de ser agora transportados pelo ar.”
TD Securities13 de setembro de 2021“O discurso do Fed está a desvalorizar o relatório dececionante de pagamentos e continua a sugerir que as condições para reduzir os estímulos poderão ser atendidas este ano. Por sua vez, os preços da prata estão abaixo da performance do ouro, dado que o mercado antecipa corretamente que as reduções também deverão enfraquecer um impulsionador crítico para a procura de bens de consumo — incluindo a procura individual pelo ouro e moedas que têm fornecido suporte excecional para a prata este ano. Ao mesmo tempo, embora os preços da prata tenham colapsado praticamente 20% desde o falhado #silversqueeze, as participações ETF da prata só agora conseguiram livrar-se da duração acumulada durante essas poucas sessões... O nosso enquadramento ChartVision afirma que os preços do ouro só têm de romper os 1870 $/oz até ao final do ano para formar-se uma tendência de subida, enquanto a prata precisaria de romper os 27,40 $/oz. Por sua vez, entrámos numa posição compra-venda ponderada de volume inverso no ouro/prata, prevendo que o metal amarelo terá melhor performance do que a prata nos próximos meses.”
Zaner14 de setembro de 2021“A ação recente indica sinais de perspetivas de aumento da inflação, o que por sua vez comprometeram os preços do ouro e da prata… A negociação da prata tem um foco diferente da negociação do ouro, com o declínio e fluxo da procura física a dominarem provavelmente a ação diária nas próximas sessões de negociação… A prata deve ter uma base fundamental suficiente para sustentar os preços bem acima dos principais mínimos de consolidação de meados de agosto, de 22,97 $.”

Os analistas da empresa de preços de mercado e fornecedor de liquidez Sucden Financial disseram no seu relatório do terceiro trimestre: “Acreditamos que ainda há potencial subida para a performance da prata durante a segunda metade deste ano tendo como base a recuperação continuada na performance industrial em conjunto com os crescentes níveis inflacionários.

“No entanto, é provável que isto apresente os seus respetivos desafios. As taxas de juro são os principais impulsionadores e a performance da prata poderá ser fortemente influenciada pela alteração nas taxas de juro e pelo êxito das campanhas de inoculação, dado que um crescimento ainda mais das taxas de juro poderá continuar a criar ventos contrários à prata. Isto é consistente com o comportamento histórico da prata em períodos em que a política monetária se torna mais restritiva, resultando frequentemente em reduções de preço.”

PREVISÕES DO PREÇO DA PRATA

Os analistas da Jefferies têm uma previsão de caso base para a prata na qual o preço a longo-prazo ronda a média de 20 $ por onça; um cenário positivo no qual atinge 35 $ por onça e ronda a média dos 30 $ a longo-prazo; e um cenário negativo no qual a prata desce para 15 $ por onça com nenhuma melhoria posterior.

Devo comprar a prata?

Há vários motivos pelos quais os investidores optam por ganhar exposição ao preço da prata nos seus portefólios.

Colateral contra as ações e títulos em baixa

Os investidores reservam tradicionalmente uma pequena proporção dos seus portefólios ao ouro e prata como uma forma de se protegerem contra a volatilidade nos preços de outros ativos. O ouro e a prata podem reter o seu valor mesmo quando os preços das ações e títulos caem durante recessões e períodos de incerteza económica.

Crescimento da procura a longo-prazo

Prevê-se que as tendências a longo-prazo, como a transição para a geração de eletricidade solar, os veículos elétricos e as redes de telecomunicações, aumentem a procura pela prata através da produção de painéis solares e de componentes eletrónicos e elétricos. Isto poderia constringir o equilíbrio oferta/procura e resultar no preço da prata tender acima nos próximos anos.

Declínio na oferta das minas

Ao mesmo tempo, dado que se prevê que a procura suba, a oferta a longo-prazo da prata a partir da mineração está projetada para descer devido ao declínio de minérios que resultará em taxas mais baixas de recuperação de prata das minas. Há uma escassez de novos projetos de mineração previstos para iniciarem operações nos próximos anos, e as novas descobertas de depósitos demoram décadas a entrar em produção.

Alta liquidez

Sendo um dos bens de consumo mais ativamente negociados no mundo, é fácil negociar a prata física ou investir em ações de empresas de mineração de prata sempre que desejar entrar ou sair de uma posição. Os apertados spreads compra-venda – a diferença entre o preço mais baixo que um vendedor aceitará e o preço mais alto que um comprador pagará – significa que os investidores podem sempre comprar e vender perto do preço de mercado.

Devo vender a prata?

Também há motivos pelos quais os investidores possam querer limitar a sua exposição à prata ou inclusive vender a descoberto.

Restrição monetária

A perspetiva a curto-prazo para o preço da prata tornou-se cada vez mais incerta em 2021. Embora os traders e investidores tenham esperado que o preço estende-se a subida de oito anos a que se assistiu no início do ano como resultado da crescente inflação e continuada incerteza em torno da pandemia provocada pela Covid-19, o preço ficou sob pressão. O recuo no preço da prata foi impulsionado por preocupações de que a Reserva Federal dos EUA e outros como o Banco Central Europeu (BCE) pudessem aumentar as taxas de juro mais cedo do que o previsto, o que reduziria a procura por investimento nos metais preciosos.

Volatilidade do mercado

Embora a prata seja negociada a preços muito mais baixos do que o ouro, o preço é muito mais volátil. Isto pode não adequar-se aos investidores que procuram investimentos estáveis para o seu portefólio. As oscilações acentuadas do preço criam oportunidades para realizar grandes lucros, mas também aumentam o risco de grandes perdas.

Maiores apoiantes e detentores de prata

Thomas Kaplan, Fundador do Electrum Group

Um investimento na prata ajudou a tornar Kaplan num multimilionário. A Electrum Mines controla as instalações de mineração com recursos no valor de mais de mil milhões de onças de prata. Kaplan vê o potencial para o preço da prata subir até aos 100 $ a longo-prazo. Ele disse à Kitco em dezembro de 2020:

"Assim que a prata se estabilizar e o ouro estiver a subir como alguns metais monetários, então a prata começa a acompanhar o ouro e depois acelera e ultrapassa o ouro. Foi isso que aconteceu durante a crise financeira, e estamos a começar a ver isso novamente."

Warren Buffett, cofundador, Berkshire Hathaway

O fundo do investidor multimilionário Warren Buffett, o Berkshire Hathaway, adquiriu 129,7 milhões de onças de prata em 1997 e no início de 1998, apostando que um declínio nos inventários com a procura a ultrapassar a produção e a reciclagem só seriam abordados por um aumento no preço da prata.

Buffett disse na sua carta da 1997 aos acionistas:

“Valor de mercado, essa posição produziu um ganho pré-impostos de 97,4 milhões de USD para nós em 1997. De certa forma, este é um regresso ao passado para mim: há trinta anos, comprei prata porque antecipava a sua desmonetização pelo governo dos EUA. Desde então, segui os fundamentos do metal, mas não o detive.”

A Berkshire Hathaway vendeu as participações em 2006, a um preço substancialmente mais alto.

JP Morgan

O banco de investimento americano JP Morgan detém um dos maiores stocks de prata do mundo. Dados do mercado de futuros e de opções COMEX demonstram que a JP Morgan detém cerca de 50% dos stocks de prata física detido em armazéns de bolsa, totalizando cerca de 184,5 milhões de onças. Com a prata a negociar-se a cerca de 23,50 $ por onça, o stock estava avaliado em sensivelmente 4,3 mil milhões de USD.

Histórico do preço da prata

A prata tem sido minada e utilizada para fazer a cunhagem há milénios. O centro de produção mundial passou da Turquia e do sul da Europa para a América Latina após a descoberta do metal pelos exploradores europeus. A Bolívia, Peru e México representaram mais de 85% da produção mundial de prata entre os séculos XVI e XIX.

A produção continuou a expandir-se, e a industrialização aumentou as utilizações do metal. A produção nos últimos 25 anos do século XIX quadruplicou relativamente aos primeiros 75 anos para um total de praticamente 120 milhões de onças por ano. A produção global aumentou mais 50% entre 1900-1920, para cerca de 190 milhões de onças, após as novas descobertas de reservas de prata em vários países nas Américas, Europa e Ásia.

Os primeiros anos do século XX também assistiram ao desenvolvimento de novas técnicas de mineração que aumentaram a eficiência e o rendimento dos locais de mineração.

GRÁFICO DO HISTÓRICO DE PREÇOS DA PRATA

O gráfico de preços da prata demonstra que o mercado subiu após a Guerra Civil dos EUA, dado que um aumento na oferta de moeda para financiar a guerra aumentou a atratividade do ouro e da prata.

A crise de 1929 e a subsequente Grande Depressão viu o valor cair para um mínimo recorde de 0,25 $ por onça em 1932 e 1934. Mas esta rapidamente recuperou, e a crise do petróleo de 1979 levou o preço do bem de consumo disparar no valor, dos 5 $ por onça para um máximo recorde de 49 $ por onça. O preço da prata definiu um novo máximo acima dos 49 $ por onça em abril de 2011, como resposta à crise da dívida dos EUA.

O mercado recuou subsequentemente, antes do impacto da pandemia provocada pela Covid-19 ter levado a uma nova subida do preço da prata, para um máximo a oito anos, acima dos 30 $ por onça em fevereiro de 2021.

PRINCIPAIS MOVIMENTOS DO PREÇO DA PRATA

Perfil

Embora não tenha sido utilizada como moeda da mesma forma que o ouro, a prata tem sido utilizada como cunhagem há séculos e ainda detém valor como um metal precioso. Os investidores podem optar por comprar moedas de prata físicas e outras formas do metal precioso, ou podem investir em ativos financeiros tais como fundos negociados em bolsa ou ações de empresas de mineração de prata. A prata também é valorizada para a produção de joalharia.

A prata também é muito mais extensivamente utilizada em produtos industriais do que o ouro, tornando o investimento na prata num método central para os investidores ganharem exposição à atividade de fabrico global nos seus portefólios.

O investimento na prata permite que os investidores protejam os seus portefólios contra taxas de juro baixas e uma descida no valor do dólar americano, dado que a prata tende a deter o seu valor com o passar do tempo e é vista como um investimento porto-seguro.

Os traders e investidores estão frequentemente atentos ao rácio ouro/prata – o número de onças de prata necessárias para comprar uma onça de ouro – para determinar se a prata é considerada como sendo subvalorizada ou sobrevalorizada num determinado momento.

Prevê-se que o mercado da prata fique mais apertado a longo-prazo, dado que prevê-se que a procura por painéis solares – que já representam uma grande cota do consumo – suba com o esforço para reduzir as emissões de carbono em todo o mundo. A prata também é utilizada em maiores quantidades em veículos elétricos e nas redes de telecomunicações 5G do que nos veículos de combustíveis fósseis e em gerações anteriores de equipamento de telecomunicações.

Perguntas Frequentes

Tal como o ouro, a prata é um metal precioso que é considerado como sendo um colateral útil contra a incerteza económica num portefólio diversificado. Dito isto, alguns investidores preferem ter exposição ao ouro ao invés da prata, a qual pode ser mais volátil. O facto de a prata ser um bom investimento para si depende da sua tolerância ao risco, das circunstâncias financeiras pessoais e da composição do portefólio.

Há incerteza a curto-prazo quanto à direção do preço da prata, dado que os bancos centrais de todo o mundo consideram reduzir os estímulos económicos que forneceram no início da pandemia provocada pela Covid-19 à medida que a economia global recupera. Isto poderá fazer com que as taxas de juro subam e que os preços da prata enfraqueçam. Mas também há preocupações sobre a inflação e a mais longo-prazo, alguns analistas esperam que a prata suba apoiada pelo aumento da procura industrial. No entanto, esta é meramente a sua posição, e os analistas nem sempre acertam nas suas previsões.

Se procura assumir uma posição a curto-prazo sobre o preço do metal, pode comprar ou vender prata com contratos por diferença (CFDs) na plataforma da Capital.com.

Certifique-se de que compreende como funcionam os CFDs antes de investir. Realize a sua respetiva pesquisa e lembre-se sempre que a sua decisão de negociar deve basear-se na sua atitude perante o risco, no seu conhecimento deste mercado, na dispersão do seu portefólio de investimento e no quão confortável se sente com a ideia de perder dinheiro. Nunca invista mais do que pode dar-se ao luxo de perder.

Capital Com is an execution-only service provider. The material provided on this website is for information purposes only and should not be understood as an investment advice. Any opinion that may be provided on this page does not constitute a recommendation by Capital Com or its agents. We do not make any representations or warranty on the accuracy or completeness of the information that is provided on this page. If you rely on the information on this page then you do so entirely on your own risk.

Ainda à procura de uma corretora em que possa confiar?


Junte-se aos mais de 380.000 negociadores em todo o mundo que escolheram negociar com a Capital.com

1. Crie e verifique sua conta

2. Faça um depósito

3. Encontre a sua negociação